connect to our social networks:

Category : Cidades

O QUE FAZER NO RIO DE JANEIRO

PROGRAMAS IMPERDÍVEIS COM VÁRIOS SEGREDOS!

O Rio tem passeios pra passar semanas na cidade sem repetir, entre cartões-postais e aqueles que os cariocas guardam só pra eles. Aqui,uma pequena lista de atrações preferidas, óbvias e não óbvias, pra você que nunca foi ao Rio de Janeiro e pra você que já foi por várias vezes.

Parque Penhasco Dois Irmãos

Me admira que esse local seja ainda tão desconhecido, dada a localização óbvia, no fim do Leblon (Rua Aperana, 21/2976-1558) – não confunda com o Mirante do Leblon. Com pouquíssima gente, 40 hectares de jardins bem cuidados, laguinho, anfiteatro, uma escultura de Niemeyer, micos e lagartos passando sem cerimônia, ele abriga quatro mirantes pra ver a Cidade Maravilhosa do alto até cansar. Do primeiro deles, bem perto da entrada, já dá para avistar Ipanema todinha. Dos outros, mais no alto, entra o Corcovado, a Lagoa e até São Conrado.
ter/ dom, 8h/17h. Grátis.

Forte de Copacabana

O famoso forte, que completou 100 anos em 2014, nasceu da necessidade de reforçar as defesas da Baía de Guanabara. Hoje você pode visitar ali um pequeno museu e centro cultural, andar pelos canhões da fortificação e curtir o vistão para o mar e Copacabana. Ali também abriu uma filial da clássica Confeitaria Colombo: pra sentar nas mesinhas e traçar doces portugueses no Rio de Janeiro.
Museu e exposições: ter/dom e feriados, 10h/8h.
Área externa e café: ter/dom e feriados, 10h/20h
fortedecopacabana.

Bicicleta na orla

rj04O sistema de compartilhamento de bicicletas carioca, o Bike Rio, é um sucesso. Pra aderir, basta ligar no número 21/4003-6054, cadastrar seu cartão de crédito (veja instruções no site) e aí encontrar a estação mais próxima. Uma vez com a bike, você pode pedalar na ciclovia do Leme até o Leblon, passando por Copa, Arpoador e Ipanema. Programão mais fácil e delicioso, impossível.

Favela Sunset Tour

FAVELA SUSENT TOURO paraense Alberto Mello, morador da Comunidade do Cantagalo e guia turístico, lançou um tour para o ver o pôr do sol no alto do Morro do Cantagalo.  Você encontra com ele na Praça General Osório, em Ipanema, e sobe pelo elevador da estação de metrô até a comunidade. Alberto de leva pelas vielas e casas, cumprimentando o pessoal, e envereda por uma trilha que ele mesmo abriu no mato até o topinho do Cantagalo.

Jardim Botânico (o parque e o bairro)IMG-20160310-WA0073

O Jardim Botânico (seg 12h/17h, ter/dom 8h/17h) mais fotografado do Brasil (ninguém resiste à alameda de palmeiras-imperiais) foi criado por Dom João VI e tem cerca de 9 mil espécies vegetais em estufas e canteiros – é permitido e recomendado fazer piquenique. Lá dentro também fica uma filial da La Bicyclette, um bistrô e padaria pra comer delícias a qualquer hora do dia.

 

Horto Florestal e Vista Chinesa

DSC_0268Próximo do Jardim e facinho de chegar de táxi ou ônibus, o Horto é um passeio aprazível, ainda mais fora dos fins de semana, quando fica mais vazio. Vá até a entrada (Rua Pacheco Leão 2040, 21/3875-6211), integrada ao Parque Nacional da Tijuca, e se embrenhe pela trilha fácil da Cachoeira do Chuveiro, entre a vegetação, pedras e raízes, com eventuais correntes para ajudar a segurar (não recomendo para idosos). Um vez na queda d’água, é só aproveitar o banho. Se der sorte, na volta encontre o tiozinho que fica vendendo açaí.

Depois, são 6 quilômetros de caminhada pela estrada até a Vista Chinesa (Estrada da Vista Chinesa, s/nº, Alto da Boa Vista), composto por um pagode com gárgulas e dragões colocado ali em 1903. A vista é indescritível, com o Rio de Janeiro ainda mais maravilhoso.

Jantar chique ou ~night~ em Botafogo

Botafogo virou point de inaugurações de restaurantes e bares nos últimos anos – por todo lado novos estabelecimentos invadiram o bairro, muitos em belos casarões antigos reformados.

IMG-20160309-WA0017Pão de Açúcar e pista Claudio Coutinho

Todo mundo tem que subir uma vez na vida no morro do Pão de Açúcar, a atração mais famosa do Rio de Janeiro, com seus 396 metros de altura. O passeio de bondinho é inesquecível  e na volta, pare na Praia Vermelha e adentre a Pista Cláudio Coutinho para uma caminhada: no começo dela ainda dá para ver o bondinho e a praia; depois, só o mar e a vegetação.

Parasail

 

Nova moda do verão carioca, o passeio de parasail da Parasail in Rio sai da Marina da Glória. Enquanto a lancha avança, você recebe o equipamento, uma espécie de cadeirinha. Daí, basta se DCIM104GOPROequilibrar em uma plataforma na traseira do barco, o instrutor acoplar o paraquedas e, em segundos, você está no ar! O voo é gostoso e confortável e não requer muita coragem: o frio na barriga fica por conta da emoção de estar flutuando sobre a Baía de Guanabara. Caso queira se molhar, o piloto diminui a velocidade até que você raspe os pés na água. A volta à plataforma da lancha, depois de 15 minutos, é suave e, quando acaba, dá aquela sensação de que acabou cedo demais. Dica: marque o passeio para às 16h para o fim calhar com o pôr do sol.

 

Bar Urca

No bairro da Urca, o bar de 1939 é um programa completo. O pessoal chega, coloca o nome na espera (e vai ter espera) e se acomoda na mureta em frente, debruçada sobre a Baía de Guanabara. Petiscos e cervejas já podem ser pedidos ali – tem gente que nem chega a ir às mesas. Quando vai se aproximando a hora do pôr do sol, a calçada já está apinhada.

Parque da Catacumba

Esse parque na Lagoa Rodrigo de Freitas é uma área reflorestada que já foi favela e hoje abriga trilhas, uma coleção de esculturas e velhinhos jogando xadrez. Uma caminhada de meia hora leva aos mirantes Sacopã e Pedra do Urubu, de onde se enxerga a Lagoa de frente e do alto. Ali também funciona o Lago Aventuras, que organiza rapel, tirolesa e arvorismo.
Avenida Epitacio Pessoa, 3000, ter/dom, 9h/18h

Instituto Moreira Salles

A antiga residência da família Moreira Salles hoje é um centro cultural com mais de 10 mil m² e jardins do célebre Burle Marx. Vale visitar independente da exposição da vez pra ver a construção, o paisagismo e o café. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ter/dom 11h/20h

Santa Teresa e Mirante Dona Marta

Estefan Radovicz - Agência O DiaCom o bonde funcionando parcialmente agora, Santa Teresa ganhou seu ícone de volta. Mas nem precisava, porque cursar as ruas do bairro ainda é um programão. Veja as lojinhas da Rua Almirante Alexandrino (na altura do número 402) e o Parque das Ruínas (Rua Murtinho Nobre, 169, 21/2252-1039): tem vista linda para o Centro e sempre algum evento rolando. Se abasteça então dos pães de queijo mais viciantes da cidade na Cultivar Brasil (Rua Paschoal  Carlos Magno, 124, 21/3173-8952) e veja o charmoso Largo dos Guimarães. Pra comer, temos o Bar do Mineiro, que serve a tradicional feijoada, o top restaurante Aprazível, para um jantar com vistão para a cidade.

Dali também pode-se embarcar em um ônibus e conhecer um dos mirantes mais bonitos do Rio, o Dona Marta. As linhas 006 e 007 que passam ao longo da Rua Almirante Alexandrino levam, em 20 minutos, a uma das entradas do Parque da Tijuca. Você desce no ponto final, o Silvestre, e caminha meia hora até chegar ao mirante. Lá de cima se vê o Maracanã, o Pão de Açúcar, o bairro de Botafogo inteirinho e o Cristo logo atrás.

Morro da Conceição

No século 16, o morro marcou o movimento de ocupação inicial da cidade e hoje permanece como uma joia histórica em meio às obras que revitalizam a Zona Portuária do Rio. Pra quem está na Avenida Rio Branco, ande até o cruzamento com a Rua Acre, atravesse-a e pegue a Travessa do Liceu, onde tem uma escadinha com uma placa que indica a Ladeira Felippe Nery. Aí, chega-se a Ladeira do João Homem, uma das portas de entrada do Morro da Conceição.

Lá em cima, além da vista bonita para a Baía de Guanabara e do Centro do Rio, há casinhas coloridas históricas, o ateliê do pintor Paulo Dallier (que recebe visitantes e conta histórias do morro), a Fortaleza da Conceição, construída entre 1713 e 1718 com o objetivo de proteger a Baía de Guanabara contra a invasão de corsários franceses, e o Jardim Suspenso do Valongo, uma construção de inspiração inglesa que surgiu após a abolição.

Samba da Pedra do Sal

O local é meio surreal, com uma grande rocha encrustada no meio das casas e predinhos antigos. No passado, servia como ponto de embarque e desembarque de sal pelos escravos que trabalhavam nos cais. Ali começou o samba urbano carioca, batido na palma da mão, no pandeiro, no prato-e-faca; frequentado por gente como Donga, Pixinguinha e João da Baiana. Hoje, num clima animado e quase familiar, continuam rolando rodas de samba todas as segundas e sextas, abastecidas pelos carrinhos de cerveja e comidas como o “feijão bombado”, uma cumbuca que te segura a noite toda. Uma experiência incrível.
Rua Argemiro Bulcão, Saúde, 21/99701-8905 , seg/sex a partir das 20h

MAR e Museu do Amanhã

Depois de quatro anos em obras, a Praça Mauá reabriu uma belezura só, de cara pra carcaça supermoderna do Museu do Amanhã, do badalado arquiteto espanhol Santiago Calatrava, recém-aberto. Por ali também fica o Museu de Arte do Rio, com sua forma ondulada e quatro andares de exposições,  com um piso destinado a mostras sobre o Rio de Janeiro e outro só para arte contemporânea.

Fábrica Aberta (Fábrica Bhering)

Essa antiga fábrica de chocolates abandonada no bairro de Santo Cristo, na Zona Portuária, é ocupada por  artistas, estilistas, restauradores e fotógrafos que montaram lá seus ateliês, junto a lojas de decoração e projetos de coworking. Normalmente o local fica fechado e você precisa marcar horário para visitar, exceção nos eventos Fábrica Aberta (veja datas no facebook) quando todos os ateliês abrem as portas ao mesmo tempo. De segunda a sábado, entre às 12h e 16h, também funciona ali o aconchegante Café da Fábrica.
Rua Orestes, 2, Santo Cristo

Praça da Bandeira

Poucos motivos te levarão à Zona Norte do Rio de Janeiro, e este aqui é um deles. Nas ruas ao redor dessa praça, onde a atual bandeira brasileira foi hasteada pela primeira vez em 1889, formou-se um polo gastronômico autêntico e delicioso. Os dois grandes expoentes do local são o Aconchego Carioca,  onde é servido o inigualável bolinho de feijoada, e o Bar da Frente, cujo carro-chefe é o porquinho no quimono: rolinho-primavera recheado de costela suína defumada e requeijão de ervas, acompanhado por molho agridoce à base de melado.

Trilha da Pedra Bonita

Lá, onde o pessoal mais intrépido pula de asa-delta, está a trilha com melhor relação esforço/vista do Rio. Pra chegar até lá de carro, partindo da Zona Sul, deve-se partir pela estrada Lagoa-Barra, pegar a saída para o Joá e subir a Estrada das Canoas. Logo na interseção com a Estrada da Pedra Bonita tem uma placa indicando a subida para a rampa, na mão contrária.

São cerca de 40 minutos de trilha fácil pela mata fechada para chega lá em cima, a quase 700 metros de altitude, um espaço enorme na rocha pra caminhar e encontrar o melhor ângulo pra a foto. À frente. a Pedra da Gávea, à esquerda, São Conrado e o Cristo pequenino, à direira, a Barra da Tijuca e Recreio. É bastante segura e não requer guia.
seg/dom, 8h/17h, grátis

Joatinga

JOATINGAMais uma praia pra série “cansei só de Copa-Ipanema-Leblon”. Pra chegar (de táxi ou carro) deve-se subir pela Estrada do Joá depois de São Conrado até a entrada de um condomínio (selecione a Rua Lasar Segall no GPS do Google Maps ou no Waze), onde um punhado de sortudos habita casarões murados. Pra alcançar a faixa de areia – de apenas 300 metros –, é preciso descer um caminho tortuoso (pero no mucho) pelas rochas. Joatinga é daquelas praias mais bonitas e fotogênicas quando vistas de cima: só assim você percebe a água mudando do azul para o verde-esmeralda. Mas lá embaixo também não é nada mal. Em tempo: nos fins de semana é bom chegar cedo para conseguir estacionar.

CBF Experience

Apesar dos pesares, o museu que a CBF deixou depois da Copa é um espetáculo até pra quem não gosta de futebol. Tem uma monitoria super escolada e atenciosa (até exageradamente) que conduz pelas salas com filmes, projeções e experiências interativas e audiovisuais que contam toda a história do Brasil com o futebol, incluindo a exposição com as cinco taças do pentacampeonato mundial. Uma das coisas mais legais são os óculos de realidade virtual com os quais você se vê dentro de vestiários e campos com os jogadores em partidas famosas. O lugar também tem lojinha e café. A localização na Barra da Tijuca é estranha e não prática, mas vale o deslocamento.
seg/dom 10h/18h, R$ 22

Secreto

O Secreto, como é chamado, fica numa continuação da Praia da Macumba. Pra chegar, é preciso seguir Avenida Lúcio Costa, no sentido Recreio, e se orientar pelas placas até a Estrada do Pontal e a Praia da Macumba (que é bonita e vazia, boa pra fazer uma caminhada longa). Mas nada como belo Secreto. Para descobri-lo, você pode sair da Macumba andando pelas pedras ou subir pela estrada que liga Macumba e Prainha, encontrar uma trilha no mato rasteiro (é bem fácil) e depois encarar uma descida desafiadora (melhor ir descalço e bem abaixado) pelo barranco. Tchanan: eis o Secreto, onde as pedras formam uma deliciosa piscina natural de água claríssima. Evite os fins de semana, quando o Secreto não fica tão secreto assim.

Prainha e Grumari

Seguindo pela Barra em direção ao Recreio, pegue a Estrada do Pontal para encontrar essas duas joias, ambas em áreas de proteção ambiental. Pra dar um tempo de praias cercadas por prédios e barulho de carros da Zona Sul, essas faixas de areia dão um belo dia com mar verdinho, areia fofa e matagal virgem. Grumari é mais extensa e ampla e no canto esquerdo abriga Abricó, trecho dedicado ao naturismo.

Barra de Guaratiba

Se estiver na Zona Sul, haja estrada pra chegar: a Barra de Guaratiba fica pra lá do Recreio. Mas essa pontinha no extremo oeste da cidade guarda uma série de passeios interessantes.

Ali estão as quatro praias mais selvagens do Rio de Janeiro: do Perigoso, do Meio, Funda e do Inferno. O acesso, por trilha, se dá na Rua Parlon Siqueira; dali são 40 minutos a pé entre árvores e pedras pichadas (ainda é o Rio, afinal) até a do Perigoso, a mais pop entre elas, linda e quase sempre vazia.

Outra experiência incrível na Barra de Guaratiba é o stand-up paddle no Canal do Mangue. Alugue a pranchona na Casa do Remo, que vez ou outra recebe globais, e saia pela água tranquila e amarronzada entre túneis de troncos retorcidos onde estalam guaiamuns e pousam garças. Melhor ainda: vá às Remadas da Lua Cheia, na primeira noite de lua cheia de cada mês, quando um DJ embala o passeio noturno e há comes e bebes.

Por último, dá tempo de conhecer o Sítio Burle Marx, antiga casa do famoso paisagista. A visita guiada leva pela casa, forrada de obras de arte, e o esplendoroso jardim (com 3 500 espécies de plantas!). Agende pelo 21/2410-1412.

Quando a fome bater, estacione no Restaurante do Bira e sente na área externa, com vista fenomenal para o mangue e a mata ao redor. Peça pastelzinho, polvo grelhado, camarão ou peixe na panela de barro.

GM GroupA GM Group, ressalta que em alguns dos pontos que indicamos a entrada é gratuita outras não!

FONTE: Carpe Mundi

FOTOS: Carpe Mundi

 

12 roteiros no Brasil para quem gosta de aventura

Essa é para quem gosta de viajar e se aventurar. A GM Group, separou os principais destinos que todo aventureiro precisa conhecer. São diferentes regiões que permitem a prática de diversas modalidades de esporte ao ar livre, como travessias, mergulho, exploração de cavernas, rapel, montanhismo, entre outros. Conheça as principais delas:

Foz do Iguaçu

FOZ DO IGUAÇUAlém dos brasileiros, argentinos e paraguaios que dividem a região da Tríplice Fronteira, Foz do Iguaçu é visitada por
gente dos mais diversos cantos do planeta. Atraídos pelas Cataratas do Rio Iguaçu, um conjunto de 275 quedas d´água que chegam em 90 metros, os turistas se encantam com o visual de tirar o fôlego.

Bonito

bonito1Considerado o melhor destino de ecoturismo do Brasil, Bonito está localizado na região Sudeste do Mato Grosso do Sul e guarda paisagens excepcionais. Entre os principais atrativos da região estão banhos em cachoeiras, trilhas, passeios de bote, observação da fauna aquática em rios de águas cristalinas, e para os mais corajosos o Abismo Anhumas, que possui um rapel com 72 metros de altura em uma fenda que da acesso até um lago de águas calmas onde é possível praticar mergulho.

 

Chapada dos Veadeiros

SERRA DOS VEADEIROSLocalizada no coração do Estado de Goiás, a Chapada dos Veadeiros reserva diversas cachoeiras, cânions, vales e piscinas naturais. Tamanha beleza fez com que o Parque Nacional se tornasse Patrimônio Mundial da UNESCO.

 

 

Serra do Roncador

Serra-do-Roncador.-Vale-do-SilencioFormada por chapadas, uma impressionante fauna e flora e cercada por mais de 100 cachoeiras, a Serra do Roncador fica à 500 km de Cuiabá e se estende até o estado do Pará, na Serra do Cachimbo. A região reserva diferentes opções para quem gosta de aventura. Uma delas operada pela Roncador Expedições, é o passeio de Jipe, a melhor maneira de contemplar as melhores paisagens da região.

 

Chapada Diamantina

CHAPADA DIAMANTINAA Chapada Diamantina é um prato cheio para quem gosta de aventura. Cobiçado pelos amantes do trekking, o Parque Nacional tem atrações que extrapolam seus limites e se espalham por cidadezinhas que tiveram seu apogeu no final do século 19.

Península de Maraú

Garoto fazendo snorkeling nas piscinas naturais da Praia de Taipus de Fora, Península de Maraú, Município de Maraú, Costa do Dendê, Bahia, - boy snorkeling on the crystalline and warm water of Taipus de Fora Beach, Marau Peninsula, Marau Municipality, State of Bahia, Northeast of Brazil

A Península de Maraú fica na Costa do Dendê, ao sul da Bahia, entre Morro de São Paulo e Itacaré. São mais de 40 km de praias praticamente desertas, na maré baixa formam-se dezenas de piscinas naturais lotadas de peixes que surgem entre os arrecifes. Na praia de Taipu, considerada uma das mais belas do Brasil é possível fazer mergulhos noturnos com lanternas para observar a fauna marinha.

 

Fernando de Noronha

fernandoFormado por 21 ilhas e pertencente ao estado de Pernambuco, o arquipélago de Fernando de Noronha chega a ser escandaloso de tão bonito. A vegetação abundante e as águas azuis cristalinas formam cenários cinematográficos, e são o habitat de várias espécies de tartarugas, tubarões, cardumes de peixes coloridos e golfinhos.

 

 

Lençóis Maranhenses

LENÇOES MARANHENCESO Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses possui 155 mil hectares de dunas com até 40 metros de altura, e incontáveis lagoas com variações de cores nos tons de azul e verde. No centro do parque há apenas duas comunidades com poucas famílias, Baixa Grande e Queimada dos Britos, que podem ser visitadas através do treeking de 4 dias atravessando o Parque.

 

 

Amazônia

ATC climbingConhecida como o pulmão do planeta, a Floresta Amazônica é a maior floresta tropical do mundo e possui 60% da sua área só no Brasil. Estima-se que há cerca de um milhão de espécie de animais e vegetais só nessa área, o que representa a metade das espécies em todo o planeta. Para quem quer se aventurar pela região, os passeios da Amazon Tree Climbing contemplam as mais variadas atrações – desde trilhas na mata fechada, acampamentos na selva, banhos em cachoeiras e rios, observação de animais, a visitas em comunidades indígenas.

Jalapão

jalapaoPouco conhecido, o Parque Estadual do Jalapão é afastado e de difícil acesso. Apesar do isolamento e do clima de deserto, a região está entre as mais bonitas do país graças à vida e às cores que emanam da natureza. No meio da paisagem correm lobos-guarás e veados-mateiros, enquanto longínquas estradas de muita terra levam a verdadeiros oásis cercados por cachoeiras, poços de águas verde-esmeralda e dunas gigantescas.

Petar

DCIM100MEDIA

O PETAR (Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira) é considerado uma das Unidades de Conservação mais importantes do mundo. Localizado no extremo sul de São Paulo, o parque abriga a maior fração de Mata Atlântica preservada do Brasil e mais de 300 cavernas. É considerado hoje um patrimônio da humanidade, reconhecido pela UNESCO. Para você que deseja explorar um pouco mais da região indicamos a agência Parque Aventuras, receptivo que se tornou referência no segmento de turismo de aventura.

 

Ilha Grande

A Ilha Grande é um dos pontos mais visitados do Rio de Janeiro, localizada na famosa Costa Verde, a Ilha paradisíaca fica em Angra dos Reis. O local oferece diversas atrações como trilhas, praias desertas, cachoeiras e mirantes. Um dos cartões postais da Ilha é a Praia do Aventureiro, um lugar calmo com estrutura rústica, que atraí turistas do mundo inteiro.

 

 

Entre em contato com a GM Group e tenha mais informações.

Fonte: GuiaViajarMelhor

Conheça o Parque Nacional da Serra dos Orgãos

Localizado na região montanhosa do estado do Rio de Janeiro, Teresópolis abriga a sede do Parque Nacional da Serra dos Órgãos , que foi fundada em 1939.

O Parque Nacional da Serra dos Órgãos tem uma biodiversidade exuberante e abundante e variedades ricas da flora e da fauna. Em dias claros da montanha, é possível ver o Rio e Parque Nacional da Tijuca abaixo.

O Parque Nacional da Serra dos Órgãos oferece oportunidades para a prática de diversas atividades de lazer, incluindo trilhas, visitas a cachoeiras e escalada. Teresópolis é conhecida como a capital nacional do montanhismo no Brasil.

Descubra as muitas belas cachoeiras das zonas inferiores do Parque Nacional da Serra dos Órgãos e vagueiam os cantos mais encantadores e picos das regiões mais altas do parque.

Não perca tempo, entre em contato com a GM Group Travel e faça esse tour com quem mais entende em turismo no estado do Rio de Janeiro.

Fonte de pesquisa e foto: Rio Natural

Conheça o Pico da Bandeira

Parque Nacional do Caparaó (Coração)O Pico da Bandeira é o ponto mais alto de Minas Gerais, como também de toda a Região Sudeste do Brasil. Além de ser o terceiro ponto mais alto do país, com 2.891,98 metros de altitude (medição revista por GPS pelo Projeto Pontos Culminantes do Brasil, do IBGE e do Instituto Militar de Engenharia, em 2004)

                                     

                                                                                      Localização

O Pico está localizado no Parque Nacional do Caparaó, na Serra do Caparaó, na divisa entre os municípios de Alto Caparaó, Minas Gerais e Ibitirama, Espírito Santos. A carta topográfica do IBGE para a região, publicada em1977, mostra o cume propriamente dito inteiramente dentro do Espírito Santo, a poucos metros da divisa mineira, e alguns serviços de imagens de satélite, como o Google Maps também o faz. Entretanto, o Anuário Estatístico do Brasil, também do IBGE, lista o Pico da Bandeira como o ponto culminante de ambos os Estados, sendo esta a posição oficial do órgão. Ainda segundo o mesmo Anuário, as coordenadas do Pico são 20º26’04” de latitude sul e 41º47’44” de longitude oeste.

Uma curiosidade: 

O pico possui esse nome porque, por volta de 1859, o Imperador Dom Pedro II determinou que fosse colocada uma bandeira do
Império
naquele que, na época, era tido como o ponto mais alto e imponente do Brasil.
pico da bandeira alto rafael cevidanes1Caparao vale encantado Xtremeturismo

                                                                                                                             
                                                                                                                                                                         
Amanhecer no Pico da Bandeira. Fotografia de Rafael Cevidanes                  Vale Encantado: Foto de XTreme Turismo (www.xtremeturismo.eco.br)      

Para mais informações sobre acessos ao Pico da Bandeira entre outras curiosidades sobre esse belíssimo lugar, acesse a reportagem completa em http://www.conhecaminas.com/pico-da-bandeira e entre em contato com a GM Group Travel para planejar a sua próxima viagem!

 

http://www.conhecaminas.com/pico-da-bandeira

 

 

Fim do horário de verão altera horário de funcionamento de parques em MT

Parques Mãe Bonifácia, Zé Bolo Flô e Massairo Okamura fecharão às 18h.
Horário de funcionamento havia sido estendido durante o horário de verão.
A matéria completa você encontra no G1.com, segue o link abaixo.
http://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/2016
Do G1 MT
Parque Mãe Bonifácia está localizado em Cuiabá (Foto: Marcos Vergueiro/Secom-MT)

Brasília

Brasília é uma cidade à frente do seu tempo. Seu surgimento mudou o panorama do país, tanto político como econômico. Em 1883, um sonho de Dom Bosco previu o surgimento de uma civilização muito próspera, com um grande lago entre os paralelos 15º e 20º Sul, local onde hoje está localizada Brasília. Esse sonho se tornou realidade no dia 21 de abril de 1960, quando Brasília foi inaugurada pelas mãos do Presidente Juscelino Kubitschek, cumprindo também uma antiga determinação constitucional de transferir a administração do Brasil para uma cidade no Planalto Central.
Com projeto urbanístico de Lúcio Costa e arquitetônico de Oscar Niemeyer, nascia uma cidade sob formas inovadoras, diferente em tudo e com um impressionante conjunto arquitetônico e urbanístico a céu aberto. Em 1987, tornou-se Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade e, em 2008, escolhida aCapital Americana da Cultura 2008, título reconhecido pela Organização dos Estados Americanos (OEA).
Brasília é uma cidade completa. Possui um dos melhores Índices de Qualidade de Vida (IDH) do país e um passeio pelas largas avenidas da capital permite contemplar preciosidades com o paisagismo de Burle Marx, a arquitetura de Athos Bulcão, os vitrais de Marianne Peretti e as esculturas de Alfredo Ceschiatti e Bruno Giorgi.
Em votação popular, foram eleitas as 7 Maravilhas de Brasília:
1. Catedral Metropolitana
2. Congresso Nacional
3. Palácio da Alvorada
4. Palácio do Planalto
5. Templo da Boa Vontade
6. Santuário Dom Bosco
7. Ponte JK
Divisão Administrativa
São 29 regiões administrativas:
Águas Claras, Brasília, Brazlândia, Candangolândia, Ceilândia, Cruzeiro, Gama, Guará, Itapoá, Jardim Botânico, Lago Norte, Lago Sul, Núcleo Bandeirante, Paranoá, Park Way, Planaltina, Recanto das Emas, Riacho Fundo I e II, Samambaia, Santa Maria, São Sebastião, Setor Complementar de Indústria e Abastecimento, Setor de Indústria e Abastecimento, Sobradinho, Sudoeste/Octogonal, Taguatinga, Varjão e Vicente Pires.
Dados
Brasília está situada no Distrito Federal, que tem 5.789,16 km² de extensão e altitude de 1.172m, e a população é de 2.654.000 habitantes. A vegetação é o Cerrado, também conhecida como Savana Brasileira. O clima predominante é o Tropical de Altitude, com verão úmido e chuvoso e inverno seco (com umidade relativa de 20% ou abaixo) e frio. O período de inverno seco vai de junho a setembro, mas na maior parte do ano a cidade tem clima agradável e vegetação florida. Hora: – 3 em relação ao Meridiano de Greenwich. Voltagem: 220 V. Temperatura média anual: 21º. Umidade relativa do ar: 7 a 70 %. Código DD: 61.

 

CO_Brasília0032Brasilia es una ciudad adelantada a su tiempo. Su aspecto ha cambiado el paisaje del país, tanto política como económicamente. En 1883, un sueño de Don Bosco previó el surgimiento de una civilización muy próspera, con un gran lago entre los paralelos 15 º y 20 º sur, lugar donde hoy se encuentra Brasilia. Ese sueño se hizo realidad el 21 de abril de 1960, cuando Brasilia fue inaugurada a manos del presidente Juscelino Kubitschek, cumpliendo con el requisito constitucional de transferir la administración de Brasil a una ciudad en la Meseta Central.
Con diseño urbanístico de Lucio Costa y arquitectura de Oscar Niemeyer, nació una ciudad de formas innovadoras, diferente en todo y con un impresionante diseño arquitectónico y urbano al aire libre. En 1987, se convirtió en Patrimonio Histórico y Cultural de la Humanidad, y en 2008, fue elegida la Capital Americana de la Cultura 2008, un título reconocido por la Organización de Estados Americanos (OEA).
Hoy en día, con apenas 50 años de existencia, Brasilia es una ciudad completa. Posee uno de los mejores índices de calidad de vida (IDH) del país y un paseo por las amplias avenidas de la capital permite apreciar preciosidades con el paisajismo de Burle Marx, la arquitectura de Athos Bulcão, los vitrales de Marianne Perett y las esculturas de Alfredo Ceschiatti y Bruno Giorgi.
Por votación popular, se eligieron las 7 Maravillas de Brasilia:
1 – Catedral Metropolitana
2 – Congreso Nacional
3 – Palacio de la Alvorada
4 – Palacio de Planalto
5 – Templo de la Buena Voluntad
6 – Santuario Don Bosco
7 – Puente JK
Datos
Brasilia está ubicada en el Distrito Federal, que tiene 5.789,16 km ² de longitud, una altitud de 1.172m, y una población de 2.654.000 habitantes. La vegetación es el “cerrado”, también conocida como la sabana brasileña. El clima es tropical de altura, con verano húmedo y lluvioso e invierno seco (con una humedad relativa de 20% o menos) y frío. La temporada seca de invierno va de junio a septiembre, pero la mayor parte del año, la ciudad tiene un clima agradable y una rica vegetación. Fecha y hora: – 3 en relación al meridiano de Greenwich. Voltaje: 220 V. Temperatura media anual: 21. Humedad relativa: 7 a 70%. Código DD: 61.

CO_Brasília0651CO_Brasília1408
Brasilia is a city ahead of its time. Its appearance changed the landscape of the country both politically and economically. In 1883, a dream of Don Bosco foresaw the emergence of a very prosperous civilization, with a large lake between parallels 15 º and 20 º south, where today Brasilia is located. That dream became a reality on April 21, 1960, when Brasilia was inaugurated by President Juscelino Kubitschek, also fulfilling the constitutional requirement to transfer the administration of Brazil to a city in the Central Highlands.
With urban and architectural designs by Lucio Costa and Oscar Niemeyer, a city was born with innovative shapes, different in all aspects, with an impressive open-air architectural and urban design. In 1987, it became Historical and Cultural Patrimony of Humanity, and in 2008, it was chosen the American Capital of Culture, a title recognized by the Organization of American States (OAS).
Today, with only 50 years of existence, Brasilia is a complete city. It has one of the best Quality of Life Indexes (HDI) of the country and a stroll along the wide avenues of the capital uncovers gems, with landscaping by Burle Marx, architecture by Athos Bulcão, stained glass windows by Marianne Peretti and sculptures by Alfredo Ceschiatti and Bruno Giorgi.
In popular vote, these are the 7 Wonders of Brasilia:
1.Metropolitan Cathedral
2.National Congress
3.Alvorada Palace (Palace of Dawn)
4.Planalto Palace (Palace of the Highlands)
5.Templo da Boa Vontade (Temple of Good Will)
6.Don Bosco Shrine
7.JK Bridge
Facts
Brasilia is located in the Federal District, which is 5789.16 km ² in length, has an altitude of 1.172m, and a population of 2,654,000 inhabitants. The vegetation is the “cerrado,” also known as the Brazilian Savanna. The climate is tropical with rainy and humid summers and dry, cold winters (with a relative humidity of 20% or below). The dry winter season runs from June to September, but most of the year the city has a pleasant climate and rich vegetation. Time: – 3 in relation to the Greenwich Meridian. Voltage: 220 V. Annual average temperature: 21. Relative humidity: 70-70%. DD Code: 61.
conhecabrasilia

http://www.conhecabrasilia.com.br/sobre/index.html